20Janeiro2018

Araraquara.com.br

Você está aqui: Home Notícias Cidade Escola do Legislativo promove palestra de conscientização sobre câncer de próstata

Escola do Legislativo promove palestra de conscientização sobre câncer de próstata

escolalegislativo

Vestindo literalmente a camisa “Preconceito e saúde não combinam”, o professor da Univida, Leonardo Saniato Júnior, proferiu, na tarde de quarta-feira (22) no Plenarinho da Casa de Leis, a palestra “Previna o câncer de próstata”.

O evento, que integra a campanha de conscientização Novembro Azul, foi promovido pela Escola do Legislativo da Câmara Municipal de Araraquara, e contou com a participação de servidores e demais interessados.

Estima-se que, a cada ano, surjam 60 mil novos casos da doença no país, cujo diagnóstico precoce responde pelo sucesso de cura em mais de 90% dos casos. O presidente da Câmara, Jéferson Yashuda Farmacêutico (PSDB), abriu a palestra alertando os presentes sobre a necessidade do exame periódico. “Tomem consciência e busquem se cuidar”, alertou. Recomenda-se que todos os homens acima de 50 anos procurem o urologista anualmente. Para quem apresenta histórico familiar, a idade indicada é de 45 anos.

O procedimento, embora desconfortável, é rápido e indolor. “O maior problema é o preconceito. Infelizmente, os homens são criados para não chorar, nem reclamar de dor. A maioria não cuida de sua própria saúde”, informou Saniato. Segundo o professor, dados da pesquisa do Coalizão Internacional para o Câncer de Próstata (IPCC ) revelam que 57% dos entrevistados acreditam que precisam conviver com a dor e 59% não sabem que a dor pode estar relacionada à doença.

Riscos, sintomas e tratamentos

O principal fator de risco é a idade, seguido pelo histórico familiar, a obesidade e a cor de pele negra. Na maioria dos casos, os sintomas só são perceptíveis no estado avançado da doença. Portanto, em caso de dor nos testículos ou para urinar e ejacular, deve-se procurar um urologista o mais rápido possível.

O professor alerta que o tratamento – quimioterapia, radioterapia ou retirada da próstata – varia de acordo com o tipo de tumor e o estágio da doença. Vale lembrar que o melhor medicamento continua sendo a prevenção, que inclui: dieta equilibrada, prática regular de atividades físicas e exames periódicos.

Fonte: Câmara municipal de Araraquara

imagem012
Araraquara.com.br - O primeiro e melhor portal da cidade, desde 1996.