21Fevereiro2018

Araraquara.com.br

Você está aqui: Home Notícias Cidade Araraquara lança programa para beneficiar pessoas trans

Araraquara lança programa para beneficiar pessoas trans

A Prefeitura lança neste sábado (27), em parceria com a Defensoria Pública do Estado de São Paulo, o programa “Retifique-se”, que visa iniciar o processo de retificação de nomes civis das pessoas trans em Araraquara.

O programa será lançado às 16h, na Praça Major Abel Fortes do Parque Infantil, que também sediará uma feira de artesanato com tema especial sobre a visibilidade trans. 

O lançamento visa também o início do cadastramento de indivíduos TTT (travestis, transexuais e transgêneros) do município. 

De acordo com Filipe Brunelli, assessora de Políticas LGBT (ligada à Coordenadoria Executiva de Direitos Humanos da Secretaria Municipal de Planejamento e Participação Popular), mais que um acessório, o nome é de extrema relevância na vida social, por ser parte intrínseca da personalidade do indivíduo. 

“Como não há no Brasil uma legislação que regulamente e determine a alteração imediata do registro civil, resta ao trans pleitear judicialmente a mudança”, afirma a assessora. 

No Brasil, a Lei 6.015/73 (de registros públicos) estabelece, em seu artigo 55, parágrafo único, a possibilidade de o prenome ser modificado quando expuser seu titular ao ridículo. “Essa exposição ocorre atualmente com os indivíduos TTT e, por isso a Prefeitura, por meio da Assessoria de Políticas LGBT, buscou a parceria com a Defensoria Pública para, de fato, garantir o direito dessas pessoas”, ressalta Brunelli.

Mapeamento 

Ainda segundo Filipe Brunelli, o lançamento do programa “Retifique-se” também visa cadastrar o maior número de indivíduos TTT de Araraquara para encaminhar, na atual administração, pelo menos 80% deles à Defensoria e providenciar a retificação do nome civil. 

“Através deste mapeamento, saberemos a quantidade de TTTs residindo no município e qual a situação deles atualmente”, enfatiza. 

O mapeamento, cadastramento e encaminhamento ficarão sob responsabilidade da Assessoria enquanto caberá à Defensoria Pública a questão jurídica.

Dia nacional 

Vale ressaltar que para marcar o dia 29 de janeiro - Dia Nacional da Visibilidade Trans -, a Assessoria de Políticas LGBT realizará outras atividades em Araraquara esta semana.

Na sexta-feira (26), na Praça Pedro de Toledo, às 21h, será exibido gratuitamente ao público o filme “Transamérica”, que conta a história de uma transexual prestes a realizar uma cirurgia em Nova York para mudança de sexo. 

No sábado (27), no Parque Infantil, além do programa “Retifique-se”, será realizada a feira temática, a partir das 14h, em parceria com a equipe do RoleFeira.

Exposição

“Serão atividades de grande importância para mostrar para a sociedade que as pessoas trans sofrem preconceitos diariamente”, reitera Filipe Brunelli. 

O Dia Nacional da Visibilidade Trans (29 de janeiro) foi criado em 2004 pelo Ministério da Saúde após a campanha “Travesti e Respeito”, em reconhecimento à dignidade dessa população brasileira.

Fonte: Folhacidade

imagem012
Araraquara.com.br - O primeiro e melhor portal da cidade, desde 1996.